Área: 162,2 km2

População: 10888 habitantes (censo IBGE/2010) 

* atualmente cerca de 12000 habitantes

Altitude: 140 m 

Fundação: 28 de novembro de 1958 

Atual prefeito: Sergio Farias Fonseca

A CIDADE

Típica cidade interiorana, de vida tranquila e com uma população ordeira, Jerônimo Monteiro está localizada no sul do estado do Espírito Santo, entre os municípios de Cachoeiro de Itapemirim e Alegre, sendo cortada pela ES-482. Jerônimo Monteiro é a porta de entrada do Caparaó Capixaba para quem vem do litoral ou da BR-101 e tem como principais atrações turísticas as festas cívicas e as tradicionais cavalgadas, que ocorrem nas comunidades da zona rural.

Possui ainda um pequeno sítio histórico na comunidade de Gironda, com museus e outros atrativos que remontam a história de Dico Bernardo (Anselmo Severiano Bernardo). O centro da cidade abriga o Departamento de Ciências Florestais da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e um museu de História Natural (sendo o único do Estado), gerenciado pela universidade.

HISTÓRIA E CULTURA

A origem do município de Jerônimo Monteiro está ligada a de outras cidades do sul do Espírito Santo, desbravadas pelo português Manoel José Esteves de Lima. Foi ele que, em 1820, partiu da cidade de Mariana, na Capitania das Minas Gerais, chefiando uma expedição como objetivo de atingir a foz do Rio Itapemirim. Segundo relatos, por volta de 1823 a expedição chegou à região do atual município de Jerônimo Monteiro, que chamaram na época de Cachoeira das Flores, onde ficaram cerca de seis pessoas. Enfrentando as matas, o grupo subiu o Ribeirão da Vala do Souza até o atual bairro de Parada Cristal.

Faziam parte desse grupo também o alferes Antônio de Souza Monteiro, que deixou entre seus descendentes, pessoas ilustres como os governadores Jerônimo de Souza Monteiro e Bernardino de Souza Monteiro (seus filhos). O vilarejo de Cachoeira das Flores, com o passar do tempo, teve outros nomes, como Cristal e Sabino Pessoa. Até 1943 a localidade teve dois nomes, Sabino Pessoa (o atual centro da cidade) e Vala do Souza (atual bairro de Parada Cristal). Logo depois da proclamação da República foi criado o Distrito Judiciário de Vala do Souza, pela Lei Estadual nº 715, de 5 de dezembro de 1910.

A mudança da denominação para Jerônimo Monteiro foi uma homenagem ao governador Jerônimo de Souza Monteiro, que administrou o estado do Espírito Santo de 1908 a 1912, e que junto com sua família controlou a política estadual até meados da década passada.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram

(28)99940-8749